quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Um homem pra chamar de seu



Outro dia ouvi um comentário deprimente - "ela estava de olho no meu homem".

O que faz uma mulher acreditar nisso? Um jantar? Uma transa? Meia dúzia de telefonemas?
Mesmo sabendo que não temos certificado de propriedade de ninguém, um homem pra ser meu é aquele que suporta minha TPM com humor, que não se aborrece por eu ser distraída, que fica me olhando de longe quando estou andando de camiseta pela casa, que me dá um tapa na bunda quando passa por mim.

Meu homem sabe que preciso dele sem intimá-lo, sabe ler em meus olhos quando preciso ser abraçada e entende quando preciso ficar sozinha, é meu porto seguro e minhas asas.

O seu homem é aquele que escolheu estar ao seu lado.


Renata Fagundes







24 comentários:

  1. exatamente Rê...
    concordo com vc em numero gênero e grau....
    bjo flor...

    ResponderExcluir
  2. e eu acho q devo ter encontrado meu homem
    hehe

    otimo texto

    bjoss

    ResponderExcluir
  3. Aeeee estreladinha...estar de "olho" no homem alheio é uma coisa,o homem alheio estar de olho é outra completamente diferente...somos livres em nossas escolhas e é isso que faz de todo ser humano um ser único.
    Adorocê.

    Bjkas cintilantes

    ResponderExcluir
  4. Boba da mulher que faz este tipo de cometário, como se o outro fosse posse - há, mas é nunca! risos! Concordo plenamente com Você.

    "não quero completude, só cumplicidade" - Cecília Braga.

    Um beijo, Flor!
    ,)

    ResponderExcluir
  5. É verdade, precisamos de um companheiro de verdade do que um homen objeto rsrs
    Beijo
    Denise

    ResponderExcluir
  6. Rê...

    Amar é ser cúmplice!... sem limites!!!

    Beijos...
    AL

    ResponderExcluir
  7. Rê ,

    Nunca gostei dessa coisa de SEU , MEU ...
    Pessoas não são objetos , portanto , não existe
    essa coisa de propriedade ...
    Prefiro ser a amada de alguém e amar alguém .


    BjãO!

    ResponderExcluir
  8. Todos temos olhos e escolhemos para "quem" ou para "onde" olhar. E quando o sentir fica impresso no olhar ficamos cegos para o resto do mundo.
    Também espero isso do "meu homem"!

    Beijos pra Ti

    ResponderExcluir
  9. Só é "da gente" quando nós somos do outro, não como propriedade, uma posse apenas e mais nada, mas com propriedade de causa, atrelada aos passos que o amor verdadeiro dá.

    Para quem vê ele é dela, ela é minha, nada mais,
    para quem vive, eles são, a história é, as palavras serão.

    Tudo mais além do olhar que compreende antes da fala, que sente antes do olhar, é supérfluo, pois em cada ato o amor chega antes.

    Antes de chegarmos, já estamos lá!

    Num é?? ;) Amú

    ResponderExcluir
  10. é sim mo benhe :D
    nóis é embolado um no outro..rs

    amuce Preto muito demais!

    ResponderExcluir
  11. Ai... Rê, vc é ótima, escreve tudo o que nós mulheres pensamos com muita propriedade.
    Até 100 mulheres podem estar de olho no "nosso homem". Mas, se ele está conectado com a "sua" e única mulher...não é preciso dizer mais nada.
    Bjssssss

    ResponderExcluir
  12. Certamente.Não é possível viver com homem pensando que temos uma propriedade. Lindaaaa sua vida amorasaaaa.
    Beijosss

    ResponderExcluir
  13. No meu blog, http://lenjob.blogspot.com, tem os cinco poemas diarios, mas peço que dê uma passadinha no Castelo do Poeta, http://castelodopoeta.blogspot.com, que bombou com a nossa cultura esta semana. Aguardo.

    João Lenjob.

    Borboleta
    João Lenjob

    Laço e serpentina
    E embrulha num presente
    Borboleta
    Crença tão divina
    Mil confetes e pirueta
    Borboleta
    Aquela lágrima vem aqui brilhar
    Trazendo o amor o deixando livre voar.

    Trapezista pra retina
    Sonho de bailarina
    Borboleta
    Artista todavia
    Movimento sorridente
    Borboleta
    Dá pro mundo aquele dom pra acreditar
    Trazendo o amor o deixando livre voar.

    Linda lá no bosque
    Brinca na floresta
    Borboleta
    É na cachoeira
    Ou talvez até pousada
    Borboleta
    Faz aquele encanto de brotar assim no ar
    Trazendo o amor o deixando livre voar.

    Colorindo o céu
    Chega cintilando
    Borboleta
    Colore toda a vida
    Suas pétalas são rosas
    Borboleta
    Mágica pra vida e alegria pro olhar
    Trazendo o amor o deixando livre voar.

    ResponderExcluir
  14. Lindo teu blog Re, apaixonate estou encantada com tanta doçura, parabéns pelo teu cantinho encantado, visitarei sempre, beijos doces.. Marcinha

    http://marcinhamendoncapt.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. Rê...

    é meu porto seguro e minhas asas...

    Que lindo isso, minha amiga!

    Vejo o amor de vocês assim:

    São pés firmes no chão, amor no coração, e sonhos à voar...
    Realidade sonhada, compartilhada com sonhos de brigadeiro...
    Amor derradeiro, vestido de sorrisos verdadeiros.

    Aí, aí... Acho lindo o amor docês,
    Amor abençoado,
    Açucarado...

    Bjão!

    ResponderExcluir
  16. Olá Renata, gostei da forma como aborda o que para si é o seu homem! É isso mesmo, nosso homem é aquele que escolhe conosco viver e com toda a certeza, não ncessita ficar vigiando e acorrentando.

    Bjs

    ResponderExcluir
  17. concordo contigo!!
    preciso encontrar o meu, rss tá dificl.

    beijos de boa noite!!
    tatapalavrasaovento.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. arrasou Renata !!!!!!

    pelamordedeus, né ?!?!

    beijocas

    ResponderExcluir
  19. Concordo tanto com você.
    Também preciso de um homem para chamar de meu.

    Abraço meu.

    ResponderExcluir
  20. Saber amar é deixar alguém te amar, mas acima de tudo é amar a sí mesmo. Não dá para exigir amor, fidelidade, lealdade ou confiança. Tem que existir, fluir e rolar naturalmente. Adorei o post. Parabéns!

    ResponderExcluir
  21. Uauuu!!é isso aí o meu homem tem que me aceitar do jeitinho que sou...kkkk!!amei!!bjus!!

    ResponderExcluir
  22. Nós nos escolhemos, e somos felizes!!!
    Saudades amiga querida! amo-te!

    ResponderExcluir

Quero espremer suas idéias

Deixe seu sumo

Bjo da Rê