quarta-feira, 7 de julho de 2010

Regando


 molha-me
limpa-me
purifica-me
derrama-me
floresça-me

Renata Fagundes




5 comentários:

  1. À todos nós e em tudo que houver eu e você!

    Beijo enorme de grande ;)

    Am mú

    ResponderExcluir
  2. Olá, Renata!

    Encantei-me com toda essa poesia límpida a brotar de sua alma. Parabéns pela sensibilidade!

    Beijos,
    Patrícia Lara

    ResponderExcluir
  3. Poda-te e nascerá ainda mais bela!
    bjos

    ResponderExcluir
  4. Deixe-se regar,
    Deixe-se purificar...
    Mas não deixe de florescer nunca!

    Abraço Moça Florescente!

    ResponderExcluir

Quero espremer suas idéias

Deixe seu sumo

Bjo da Rê